Sua tempestade nunca se acalmou no meu peito. Sua lembrança seguiu viva na memória e o mar de saudades e impossibilidades continua quebrando em ondas dentro de mim. 

Exatamente como no dia em que o mundo ruiu sobre nossos pés. Ainda penso em como seria a nossa vida. Seria outra, porque fui de uma forma única com você.

Sua passagem em minha vida mudou meu rumo, meu prumo. Nunca mais fui a mesma depois de você, que segue alojado no meu peito.

Já são anos pensando e remoendo seus sinais, seus olhos, nossas conversas e visitando os lugares mais sombrios por onde nossa história caminhou. Nesse tempo, segui te amando e te odiando, alternada e ininterruptamente.

Por trás da displicência aparente, te procuro através do tempo, oculto nos sinais do dia. Você está marcado em todas as coisas, principalmente em mim. Mas sigo é na direção avessa à vontade, fechando portas, quebrando pontes e interditando estradas.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s