Seja meu destino. Deixa eu te descobrir, rondar suas margens e me afundar em seus segredos. Deixa eu me misturar às ondas do seu mar, ao suor do seu corpo e às horas do seu dia. Seja minhas entrelinhas e as reticências de possibilidades.

Seja minha casa e deixe as janelas abertas que eu chego na calada da noite, acendo seus sonhos e faço nascer o sol. Desaproprie suas certezas, abra todas as portas e ponha a mesa que te dou de comer.  Seja o tempero que agrada meu paladar. Deixa que eu faça morada em sua vida, me enrosque em suas pernas e siga em meu caminho.

Seja o meu sonho que eu sou capaz de construir vida nele. Deixa que eu me esqueça que as probabilidades de sucesso são pequenas. Seja o meu céu que eu viro passarinho e sobrevoo o seu campo minado. Seja a esperança que não se finda, a vontade de durar uma vida inteira. Deixa que o mundo se resolva no nosso abraço, que eu apago os rastros e invento um espaço pra nós dois.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s