Pulsante

190718-Pulsante

A vida é insistente, persistente e brota nos áridos de mim. Contra todas as probabilidades, floresço do solo infértil da desilusão. Sinto os raios de sol derretendo minhas geleiras e o vento varrendo pra longe minhas falsas certezas. Da dúvida, emanam possibilidades e no horizonte avisto perspectivas pra além de onde alcança a visão.

A vida arde em mim, intensa, faminta e mansa. Resgato a esperança e o futuro me acena com doçura e malemolência. Acredito mais no que está por vir no que já passou. Mantenho os olhos abertos e os pés no chão, mas minha alma voa, livre e plena do que pode ser. O mundo é vasto e eu vou por todos os lugares, ainda que lugar algum.

A vida brota aqui, no meu jardim, onde cultivo sonhos, faço planos e encontro a melhor versão de mim. Despida das impossibilidades, encaro minhas cicatrizes como experiências que me fizeram melhor e mais forte. Marcas de um tempo que não volta enquanto eu sigo, sem invadir, persuadir ou exigir, apenas deixando fluir.

A vida pulsa e meu coração, também.

2 comentários sobre “Pulsante

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s