Tudo que eu quero é espaço e tempo. Para conversas demoradas, pra dormir até mais tarde. Pra ficar acordada sem se preocupar se o dia já vai nascendo. Tudo que eu quero é tempo, pra olhar os olhos e me resgatar lá dentro, como na primeira vez.

Tudo que eu quero é o calor. O suor, a pele, a voz. Tudo que eu quero é não pensar em nada, é não querer nada além do que já tenho. É ser pequena e ainda grande. É te receber grande e menino.

Tudo que eu quero são seus olhos frágeis, perdidos em mim. Poder te receber e ir com você pra onde você quiser. Que você me queira em todos os lugares. Tudo que eu quero é rir até doer a barriga e debochar do mundo tão sem graça sem nós dois. Quero muito deitar a cabeça no seu peito e escutar seu coração.

Tudo que eu quero é seguir com esse amor por uma estrada sem fim. Tudo que eu quero é aquela flor colhida, trazida lá de longe, sem motivos e sem porquê. Tudo que eu quero é espaço e tempo pra ser sua e te sentir meu.

 

Um comentário sobre “Quase nada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s