Quando você chega com esse sorriso que me mastiga a alma, eu não tenho como me defender. Eu me rendo ao calor da sua pele, aos mistérios da sua alma. Seu olhar me tritura e me reconfigura, lança uma nova perspectiva no tempo.

Calo suas meias verdades num beijo que é parte desespero, parte solidão. Me rendo ao alívio da sua chegada, me desfaço das minhas certezas e deixo o caos entrar. Busco com urgência suas frestas, quero a aflição dos pecados, sua respiração mais profunda. Quero sua essência, seu avesso e seu inteiro.

E então há em meu corpo pegadas do seu, seu suor sobre a minha pele, seus rastros subindo minhas pernas. Perto, dentro, fundo. Suas digitais impressas no meu ser. Descubro o prazer da felicidade absurda de me encontrar inteira dentro do seu peito, pra nunca mais voltar.

 

Um comentário sobre “Sua chegada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s